Travessia do Grand Canyon - EUA

Fim de semana passado decidimos cruzar o Grand Canyon de uma borda a outra em uma caminhada de 3 dias. O Grand Canyon tem 2000m de profundidade cavados pelo rio Colorado ao longo de 70 milhões de anos.

Descida na trilha Kaibab Norte - Ai meu joelho!

Suas paredes imensas, reveladas pelo processo erosivo do rio, com várias camadas diferentes de rochas contam a historia da terra. Sem dúvida a trilha com vistas mais bonitas em que já estivemos. 

Borda Norte do Grand Canyon - North Rim

Existem várias maneiras de cruzar o Grand Canyon.

Nós começamos pelo North Rim (Borda do Norte), dormimos duas noites dentro do cânion e saímos no terceiro dia pela manhã pela borda sul.

Borda Norte do Gran Canyon (North Rim)

Acessível apenas de carro, o norte é o "melhor lado" - como nos disse um jardineiro que trabalhava por aí.

Acampados no bosque

Localizado entre um bosque de coníferas habitado por bisontes e veados e longe de rodovias grandes é muito mais reservado (o lado sul parece um shopping center).

Como tivemos que esperar pra conseguir as permissões para acampar dentro do cânion, ficamos acampados no bosque. Podem ser conseguidas online (com +/- 5 meses de atecedência) ou pedindo ao chegar aí, mas há poucas disponíveis. Eu, vomo boa brasileira, contei com a sorte e pedi as licenças aí e deu certo.

O clima da região é extremo, eram fins de maio e na noite antes de começar a trilha chegou a nevar por algumas horas. Nós acampamos, mas no lado norte tambem tem uma opção de hotel, com quartos começando por $150/noite. 

Começando a descida.. Coconino Overlook, Grand Canyon

Primeiro dia - A descida

Na noite anterior, debaixo de muita neve, chuva e frio organizamos a mochila que levaríamos: uma barraca, sleeping bags, comida, utensilios de cozinhar, fogo e gua.

Despertamos, fomos de carro ate a entrada da trilha Kaibab. O lado norte esta a 1780 metros acima do rio Colorado, a descida de faz por uma trilha de 22,5 km. Nós divimos essa parte em dois dias.

Descida na parede vermelha de pedra calcária 

Primeiro dia fizemos apenas a parte da descida mais inclinada de aproximadamente 5 horas (10.9 km) - machuca os joelhos! Adentrarse ao cânion é uma experiência incrível. Há muitas vistas e se vai passando por diferentes camadas de paredes, cada uma formada em diferentes tempo geológicos (Arenitas, Calcáreas e Schisto de diferentes cores).

Acampando em Cotton Wood Camping

Dormimos no acampamento Cotton Wood: com bastante privacidade entre barracas e cerca de um riacho de água cristalina que corre pelas pedras. O parque disponibiliza um espaço plano para por a barraca e mesas e cadeiras. 

À medida que se vai baixando, claro, a temperatura vai aumentando. Assim pudemos nadar no rio, largatixar no sol e jantar antes que caísse a noite. Antes de dormir, olhamos um pouco as estrelas: pela primeira vez na vida, consegui ver a via láctea. Imagens que só o deserto propicia.

Cachoeira Ribbon - Ribbon Falls Grand Canyon

Segundo dia - Atravessando o Cânion

Segundo dia o mesmo ritual: recolhe toda a tralha, desmonta barraca, toma café-da-manhã reforçado e sair! Esse dia a caminhada seria de 12 km, mais ou menos planos. A idéia era chegar até o rio Colorado que esta junto à parede do lado sul. No km 2 da trilha, saindo por uma trilha secundária de 20 minutos se chega a espetacular cachoeira Ribbon.

Vista de baixo a cachoeira impressiona pela água lenta caindo sobre a parede de algas, mas é subindo que se chega à deslumbrante vista por traz da cachoeira: Uma fonte de água caindo em meio a um cânion completamente seco. Banhar-nos nessas águas foi como um ritual de purificação: inesquecível.

Ribbon Falls, Grand Canyon

O Grand Canyon é um complexo formado pelo cânion do rio colorado, mas também por todos os rios secundários que desaguam nele. A trilha para chegar ao lado sul passa todo tempo dentro desses cânions secundário, muito profundos e estreito com paredes de schisto (a ultima com paredes de schisto - rochas vulcânicas com mais de 1700 milhões de anos. Apesar de relativamente plana, essa parte da trilha é muito quente e castiga um pouco.

Caminhamos 12km até chegar na área de acampamento Bright Angel (algo como Anjo Iluminado). Os espaços para barracas estão um ao lado do outro, sem proteção do sol. À medida que se aproxima do lado sul, há cada vez mais gente o que chega a incomodar. Deixamos a mochilas no camping e claro: por fim ver o Rio Colorado!

Nadando no Colorado - Swimming at Colorado River

Nadando no Colorado - Swimming at Colorado River

Rio Colorado

O Colorado é um rio forte, profundo e potente. Corta a região mais árida da América do Norte. 

É proibido nadar, mas ignoramos (afinal de contas, nao havíamos baixado até aí pra não entrar).

Passamos algumas horas aí na beirada, mais que isso, nao suportaríamos a corredeira.

Borda Sul do Grand Canyon, Arizona

Terceiro dia - Subida pra sair do Cânion

Na noite anterior, comentamos que sair do Cânion seria duro: não so pelo esforço físico em si, mas também porque já havíamos nos apegado ao lugar. Estar dentro de um lugar tão grandioso e sublime é algo que toca. Ia ser duro ir embora, ou ir de embora de volta. A ''volta'' já parecia ser aí, a sensação era de deixar.

O esforço começou logo pela manha, 4 da matina de pé! Sabíamos que se saíssemos depois das 6, o sol na cabeça e refletindo pelas paredes castigaria durante o trajeto. Estresse, correria e as 6 saímos. Atravessamos o rio pela ponte... 5 meses esperando pra chegar até esse rio... foi difícil dizer adeus pro Colorado. Fizemos a subida em 5 horas, 1340 metros em 14.4 km. Muito esforço físico, muita determinação mental “segue, segue, segue”. O trajeto é gratificante, a cada camada de parede que se sobe, bate aquela alegria, aquele adeus de quem já foi parte daquilo tudo - esse carinho de sentir que aquilo também é seu, e você é aquilo.

Depois de todas as transes mentais que um esforço desse gera, quando nos demos conta que estávamos terminando, caiu aquela lágrima de adeus e missão cumprida. Alegria no coração, mente tranquila...

Olhamos pra traz: uau, entramos e saímos dessa porra toda! 27 anos bem comemorados.

Valeu Coloris!

What we did last weekend? We had fun in nature!